CAMPUS CAMPOS GUARUS

Você está aqui: Página Inicial > Nossos campi > Campos Guarus > Notícias > Projeto Vitalidade recebe oficina do IFanzine

Notícias

Projeto Vitalidade recebe oficina do IFanzine

Arte

Evento promovido pelo Projeto de Extensão IFanzine aborda a história dos fanzines e a produção autobiográfica dos participantes.
por Comunicação Social da Reitoria publicado 15/02/2017 16h23, última modificação 18/02/2017 14h07
Show image carousel Cerca de 40 pessoas participaram da atividade.

Cerca de 40 pessoas participaram da atividade.

 Os Projetos de Extensão IFanzine e Em Cada Canto um Conto, do Campus Macaé, realizaram uma oficina de fanzine autobiográfico na tarde desta terça-feira, 14 de fevereiro de 2017, no auditório do Campus Campos Guarus, para os idosos integrantes do Projeto Vitalidade.

 A atividade foi ministrada pelo coordenador do IFanzine, Alberto Souza, para 40 participantes e aconteceu no estilo “faça você mesmo”. Os participantes aprenderam sobre a história dos fanzines, técnicas de produção e criaram seus próprios zines. 

 Andrea Barbosa, professora de Língua Portuguesa e Literatura, coordenadora do projeto Em Cada Canto um Conto e que também participou da ação, considerou que o evento fez lembrar o grande educador Paulo Freire. "Ao se levar em consideração a realidade vivida e proporcionar que os idosos escrevam sua própria história, por meio do exercício autoral, presenciamos uma valiosa troca de saberes", destaca.

 Os projetos de extensão são parceiros em inúmeras oficinas já realizadas em diversas escolas da rede pública e editam conjuntamente o fanzine Traços de Memória, que já está em sua segunda edição.

 Para Alberto, a integração entre projetos de extensão fortalece a missão institucional, e ações que promovam transformações e impacto significativo na vida das pessoas dignificam o papel do Instituto Federal junto à comunidade por ela atendida. “Parabenizamos a professora Anete e sua equipe pela condução do projeto Vitalidade e ficamos gratos pela oportunidade, que permitiu uma troca significativa de experiências com um público com que não tínhamos até então trabalhado. Hoje podemos dizer que fizemos fanzines com estudantes do fundamental à pós-graduação e com pessoas de 8 a 80 anos”, destacou.

 Para a professora de educação física Anete Ribeiro da Gama, coordenadora do projeto Vitalidade, "a oficina de Fanzine oportunizou agradáveis momentos de reflexão, criatividade, expressão e integração para os participantes do projeto, que se descobriram autores. Agradecemos e parabenizamos pelo excelente projeto!", ressaltou. 

Sobre o Projeto IFanzine:

 Segundo Alberto, os estudantes têm, no projeto, o incentivo para a produzir textos autorais, desenvolver seus talentos na elaboração de ilustrações, cartuns e quadrinhos, acompanhar e protagonizar oficinas de fanzine que o projeto realiza constantemente, apresentando a outros estudantes, docentes e público externo em geral o mecanismo criativo/autoral dos zines como ferramenta a serviço do ensino-aprendizado e mídia contra-hegemônica aplicável em inúmeras vertentes culturais,contraculturais e educomunicacionais.

 O projeto tem desenvolvido parcerias com outras instituições, tais como UFG/FAV, Fiocruz, Unimesp/SP, UFSCar/SP, além das escolas da rede pública de ensino da região. Em todas as atividades, há a participação direta e ativa dos estudantes que participam da produção editorial das revistas editadas pelo projeto. A culminância dos trabalhos que desenvolvem se dá nas sessões de autógrafos nas quais os estudantes autografam os fanzines, assumindo sua condição de autor, uma vez que a proposta do fanzine, fundamentada no lema "faça você mesmo", proporciona este mecanismo de estímulo à autoralidade.